HEDYNHO

chain suck

chain suck

chain suck ou ( suga de corrente)

corrente suja

Há muito que se falar sobre chain suck, cuja tradução literal é suga de corrente. Trata-se de um fenômeno que geralmente ocorre durante a troca de marcha, mais frequente nas trocas das coroas do meio ou na menor, quando se está pedalando com mais força.

O resultado é que você tem que parar abruptamente e descer da bike para desenroscar a corrente que se prende entre o quadro e a coroa; isso pode danificar o quadro e/ou a transmissão.

Possíveis causas

O chain suck é usualmente causado por uma combinação entre muita lama e desgaste. No entanto, mesmo num sistema de transmissão novo, também pode ocorrer. Um pedivela com a coroa intermediária ou pequena gasta é um bom exemplo: somado ao excesso de lama, a situação pode piorar. Mas, por incrível que pareça, existe a possibilidade de ocorrer o chain suck quando a corrente estiver muito seca, ou seja, com falta de lubrificação, mesmo com o sistema em bom estado.

O chain suck também pode ocorrer quando há desalinhamento do pedivela em relação ao quadro (chain line) e à linha de corrente; se o sistema for novo, isso pode se tornar crítico, pois existem cantos vivos nas peças novas, que só melhoram com o uso.

Para uma coroa gasta, a melhor solução é, obviamente, substituí-la. Com isso, talvez precise substituir também a corrente e o cassete, caso a corrente esteja se esticando demais.

O procedimento a seguir pode manter as coisas funcionando por um bom tempo se a grana estiver curta, as lojas estiverem fechadas ou se você quiser esperar até o verão para substituir. São dicas para minimizar ou evitar a ocorrência de chain suck.

Prevenção

  • Limpe o sistema de transmissão e remova o pedivela. Muitas vezes, um extrator de pedivela é necessário.
  • Verifique bem a coroa intermediária e menor, que são o principal ponto de ocorrência do chain suck. Note que ganchos aparecerão ao longo do tempo nas coroas gastas, pois o material da coroa simplesmente não desaparece com o uso: parte dele fica preso à coroa como se fosse amassado no seu dente, deixando rebarba que o torna mais largo e isso, aliado ao formato de gancho no dente, causa dificuldade para a corrente se desprender na parte inferior da coroa devido à pouca carga na parte inferior da corrente.
  • "Estar fora da linha de corrente", ou seja, o desalinhamento das coroas com relação ao quadro, também influi no fenômeno. Isso é bem mais complexo que o caso de desgaste, então, é melhor procurar um bom mecânico.

Ferramentas Necessárias

Chaves allen (para sacar as coroas)
Chave para retenção de parafuso de coroa TL-FC10
Graxa
Óleo lubrificante
Extrator de pedivela
Lima

Tentativas de melhora

Com uma lima redonda, lime a rebarba lateral acumulada no dente da coroa com um movimento suave; retire esse material acumulado e em seguida faça a montagem. Teste com tudo limpo e lubrificado.

Alinhamento das coroas

melhoriaA maioria dos pedivelas pede uma linha de corrente de 47,5 mm ou 50 mm. Essa medida conta desde o topo da coroa do meio até o centro virtual do quadro. Para coroa dupla em bikes de estrada, a medida é de 43,5 mm.

Normalmente o fabricante informa a chain line para cada pedivela.

Chain line e seus padrões:

AplicaçãoMedidaNotas

Estrada Duplo

43,5 mm

Medido até o ponto médio entre as coroas. Com típico espaçamento coroa de 5 mm, o que coloca o interior em 41 mm, o exterior em 46 mm.

Estrada Triplo

45 mm

Medido até a coroa do meio.

TB TriploM

47,5 - 50 mm

Medido até a coroa do meio. Em geral, usa-se 47,5 mm, mas quadros com tubos de selim com grandes dimensões podem pedir 50 mm, porque o tubo com diâmetro maior posiciona o mecanismo do câmbio mais para a direita.

Obs: Para outras medidas consulte o fabricante do pedivela.

fonte: Revista Bicicleta

HEDYNHO