HEDYNHO

Ciclismo na Cdade

Ciclismo na Cdade

Com os acessórios adequados, é possível usar a bike para chegar a compromissos pessoais e profissionais   Não vou chegar suadpaseio de bikeo? E se chover? Como eu levo minhas coisas? Não é perigoso?
Essas são as perguntas que eu mais ouço de quem quer começar a pedalar. A resposta:
use os acessórios certos na magrela. Com eles, você vai se proteger de chuva, evitar suor excessivo nas costas e estar pronto para a rotina.

Para- Lamas

Há marcas nacionais e muitas importadas já chegam ao nosso mercado. Há lojas online que entregam em cidades de todo o Brasil. Bons bikepara-lamas são flexíveis, leves e cobrem boa parte da roda. Para uso urbano, evite os para-lamas de mountain bike, porque eles fazem o serviço pela metade (já que a função original é cortar o excesso de lama na bicicleta e no ciclista).                                   

Cestinho

cestoOs dois tip os de fixação mais comuns são o de dois pontos, no garfo rígido e no guidão, e o preso unicamente no guidão, que pode ser usado em bikes com suspensão dianteira. Os preços e materiais variam também. Cestas de fibras naturais, como vime, são bastante charmosas (e mais caras!), mas as de metal e plástico têm durabilidade muito maior. Modelos com quick release são extremamente práticos para compras rápidas a caminho de casa.                                                      

Bagaheiros e alforges

O bagageiro pode ser a diferença entre chegar com as costas encharcbikeadas de suor por causa de uma mochila num dia de sol, ou chegar pronto para o trabalho. Os alforjes, que boa parte dos ciclistas já conhece do cicloturismo, têm também versões urbanas e mais compactas, com quick release e alça, que o transformam numa bolsa tipo carteiro.

Iiminação

 É o item de segurança mais importante da bicicleta, depois de freios bem regulados, principalmente à nobikeite. Para uma pedalada mais tranquila a caminho de casa ou do trabalho, é fundamental ser visto. Farol dianteiro e lanterna traseira, com opção de luz intermitente (o pisca-pisca!) são um investimento certeiro para reduzir finas e acidentes causados por baixa visibilidade no trânsito.

Pezinho

Os do tipo cavalete ajudam a bike a suportar mais peso, e não é àbike toa que são os mais usados em bicicletas de entrega. Modelos de um lado só cumprem bem a função de manter a bike em pé numa parada rápida na padaria ou para deixar a bike descarregada no estacionamento do prédio

Trancas

Não existe tranca ideal; existe tranca adequada para o grau de risco ao qual sua bicicleta vai ficar exposta. Se etrancasla fica em um estacionamento vigiado e sem acesso de desconhecidos, trancas comuns são suficientes. Bicicletas estacionadas na rua, em postes, podem precisar de uma do tipo U-Lock. Há várias marcas e graus de segurança, que devem ser escolhidos em função da vizinhança e do valor da bicicleta.                                             

 Proteção de corrente

Bicicletas que já venham com protetor de corrente ainda sãoprotetor de corrente raridade no Brasil. Mas a substituição de um peça pode resolver boa parte do problema: um pedivela com protetor já evita que barras de calça sejam destruídas pelos dentes da coroa.

                                          

 

 

                                                     Fonte: Revista bicicleta

 

    HEDYNHO -- TOPO